sexta-feira, 22 de novembro de 2013

DOMINAÇÃO X SUBMISSÃO

Numa relação de Dominação e submissão o submisso aparentemente cede parte de sua liberdade (e quanto mais profunda a relação, maior parece ser esta parte), colocando-a nas mãos da Dominadora...

É comum ler relatos de escravos que se sentem absolutamente livres e felizes enquanto são dominados, o que pode parecer uma contradição, talvez até um absurdo. Afinal, como pode a diminuição da liberdade trazer uma sensação de liberdade?

 Respondo esta questão da seguinte maneira: numa relação BDSM quem dita as regras são os desejos... O desejo da dominadora, da rainha em satisfazer-se usando o escravo, dominando-o...
O desejo do escravo de servir a Rainha e servir de objeto. Para ambos, Dominadora e submisso, seguir seu desejo, entregar-se a ela, deixa-lo fluir, traz essa sensação de liberdade (liberdade é, portanto, algo relacionado a um desejo de algo, sendo muito mais complexo do que simplesmente “liberdade de ir e vir” ou de movimentar-se).

Desta forma também se resolve a questão sobre quem dita as regras para as Dominadoras: as regras são menos externas do que internas, em certo sentido.

 Afinal, não somos presos a nosso desejo pelo simples fato de que SOMOS nosso desejo – e aqui entra a razão da extrema angústia e sensação de restrição que se tem quando se é impedido de dar vazão a certos desejos: o que se está restringindo é aquilo que se é como ser humano, ou seja, muito mais do que uma vontadezinha ou que um capricho.

 Por isso que dou ainda mais valor à liberdade: para mim, ser feliz é algo incondicionalmente ligado a ser livre para dar vazão ao desejo. E é por isso que defendo em minha vida, sempre que posso, o direito à liberdade do outro de ser como é.

E isso nos leva a outro ponto: o fato de que é preciso ser corajosa para ser livre, e que liberdade é uma eterna conquista. Mas a aí isso já é assunto para outros posts!

Fernanda Capez
Gordinha de Programa
Acompanhante Gordinha

021-993563039
021-983199791

BLOG OFICIAL
CLIQUE AQUI






Nenhum comentário:

Postar um comentário